5 dicas para arrasar na dança do seu casamento

Ana Correa | 2014

A 1ª dança dos noivos no casamento é um dos momentos mais esperados da festa. Os convidados esperam que a pista de dança seja aberta com uma tradicional valsa, uma balada romântica ou até mesmo uma música pop-dance divertida. Não falta criatividade! Tem casal que não deixa por menos e personaliza sua dança que pode envolver somente os recém-casados ou, até mesmo, padrinhos e madrinhas. Mas, nós que somos profissionais da dança, sabemos que a perfeição requer treinamento, paciência, técnica e um olhar profissional e experiente, que possa conduzir o casal e explorar todo seu potencial. Para que sua coreografia seja perfeita, do jeito que sonha, preste atenção em algumas dicas:

1.      Planeje e comece os ensaios com antecedência

Aquilo que é feito em cima da hora pode não ficar tão perfeito quanto gostaria. Para que o professor de dança consiga trabalhar e adequar uma coreografia para o casal é preciso “tempo”. Os passos precisam ser bem memorizados e para que se aprenda o básico de uma modalidade nunca dançada, são necessários ensaios contínuos e repetidos. De acordo com a sintonia do casal o professor pode ou não ousar na coreografia e exigir um pouco mais. A quantidade de aulas que o casal precisará fazer dependerá da complexidade da coreografia, tempo e escolha da música.

2.      Escolha um ritmo que você domina ou que tem mais facilidade para dançar

É importante respeitar o limite do seu corpo e do corpo do seu parceiro(a) e potencializar suas habilidades. O que quero dizer com isso é que um casal que nunca dançou na vida vai ter dificuldades em coreografar um tango por exemplo, mas um sertanejo ou um forró podem favorecer muito mais o casal e são ritmos mais conhecidos, que tem como base o 2 e 2 que todo mundo já tem o hábito de dançar. Escute as dicas do seu professor e certamente, num consenso, chegarão na melhor opção de ritmo e coreografia.

3.      Pensando no vestido

Escolher o vestido de noiva certamente, para a mulher, é a melhor parte na hora de organizar seu casamento. Algumas, já sonham com o vestido desde a infância. Ele pode ser de princesa (todo rodado), de sereia, (todo contornado), tomara que caia, muitas rendas, com fenda, fluidos, com saia removível, etc.

A coreografia é pensada também para o vestido de noiva, valorizando aquilo que ele tem de mais bonito. Algumas noivas preferem trocar o vestido (na hora da dança) por um modelo mais curto, mais ousado e mais leve para executar a coreografia com mais liberdade. A decisão cabe a noiva, mas independente de sua escolha, nós vamos propor uma coreografia que possa ser executada a dois com segurança, graça e encanto.

4.      O momento certo para a dança de casamento

Preste bem atenção nas oportunidades que a festa lhe proporciona. Há 3 momentos propícios para executar uma coreografia: na chegada dos noivos ao salão quando são recepcionados pelos convidados, logo após o momento do brinde junto aos padrinhos ou na abertura da pista com a tradicional 1ª dança. Antes ou depois disso, talvez seja difícil conseguir reunir todos os convidados para ver a apresentação.

5.      Invista nos padrinhos

Quem não gosta de assistir aquelas danças que envolvem os padrinhos de casamento? Se você tem padrinhos parceiros, não hesite, chama a galera para ensaiar e compartilhar do nervosismo na hora da apresentação. É função dos padrinhos e madrinhas acompanharem o casal na jornada e fazer com que cada segundo do casamento seja inesquecível.

Se vai casar e deseja tonar esse momento ainda mais especial, estamos à disposição para atende-lo(a).

Temos vários pacotes de coreografias e um deles, certamente é que a que você procura!